Receitas:

Na medida do possível, vou adicionar as receitas nos comentários dos posts para compartilhar os sabores!!!

24 de set de 2011

Carnaval no Tibete!!!

Este ano, fizemos o caminho inverso no carnaval. No feriado, alugamos uma casa em Cambará do Sul, na serra gaúcha. Paz, tranquilidade, natureza e amigos. Na volta para casa, descemos pela Estrada de Taquara, onde paramos para almoçar em um restaurante que há tempos estava querendo conhecer. O  Restaurante Tashi Ling, o único restaurante Tibetano no Brasil (pelo menos pelo que sei!). O restaurante está localizado na beira da rodovia RS 020 - Parada 170, pouco abaixo do Templo Budista de Três Corôas. O restaurante foi criado por um artista tibetâno que se casou com uma brasileira.
O ambiente tem cores vibrantes e é realmente aconchegante e acolhedor, quase ao ar livre. A minha vontade era provar tudo o que havia no cardápio, mas como tenho apenas um estômago, tive que fazer escolhas...

Momo de batata com pesto

De entrada, experimentamos os Momos Tibetanos. Os sabores do recheio (carne ou batata) e do molho podem variar (sugo ou pesto), mas vai depender da disponibilidade no dia.

Como prato principal: um macarrão shopsue muito bem feito e peitos de frango ao molho de mel acompanhado por arroz na manteiga.
Simplesmente divino!!
Além de pratos muito convidativos, o cardápio conta com diversos tipos de caipirinhas.. pudemos verificar a diversidade de sabores e cores dos drinks  sendo apreciados em uma mesa ao lado, ocupada por monges budistas que recém haviam saído do retiro de carnaval...
Descrição: Os Momos são pasteis de massa grosssa cozidos e recheados de batata. O molho de pesto  típico é feito com manjericão fresco e nozes picadas.
O frango grelhado levava um molho adocicado a base de mel e mostarda em grãos e o arroz na manteiga temperado com salsa picada e grãos de gergilim torrado.
Como toque aromático, os pratos são decorados com ramos de alecrim, o que faz toda a diferença para o olfato e realce do sabor!

Arroz na manteiga
Sensação: A comida é feita com poucos ingredientes e ervas frescas, Realmente muito bem preparados e com a consistência ideal. O macarrão shopsue é muito bem feito: legumes brevemente cozidos em fogo forte! O arroz é bem carregado na manteiga! (nada light!) Mas para mim, arroz e suas variações são sempre muito bem vindos!

Frango ao molho de mel
O frango para mim foi o clímax na refeição: macios e tostados e o molho a base de mel com grãos de mostarda que estalam nos dentes adicionado ao aroma do alecrim fresco tornou o prato exótico e com sabor marcante.

Ao final, ainda há uma lojinha, onde você pode fazer umas comprinhas de lembrancinhas... com certeza uma parada imperdível na subida ou decida para a serra. E o melhor é que eles servem refeições quase que a tarde toda!

11 de set de 2011

¨Guiso de quinoa¨ em Humahuaca


Guiso de quinoa
Em fevereiro/2011 tiramos alguns dias de descanso em Salta - noroeste da Argentina. Esta viagem nos rendeu muitas saudades gastronômicas. Uma delas foi quando fomos até a província de Jujuy, onde conhecemos Humahuaca. Uma cidade histórica e aconchegante onde se pode buscar em pequenas ruelas com calçamento de pedras, comidas típicas da região por um preço muito pequeno.

Nos separamos do grande grupo de pessoas falantes da excursão que contratamos e nosso almoço foi num pequeno típico restaurante todo construído com cardóns (cácto típico): El Portillo. Um lugar aconchegante onde pudemos ouvir o espanhol, inglês e o francês sendo falado nas outras mesas.

Entradas

Optamos pelo menu do dia, que inclui sempre uma entrada, prato principal e a sobremesa. Como estávamos a dois, tratamos de provar ao máximo as variedades: a entrada incluída empanadas fritas e beringela cozida com quejo de cabra. O prato principal foi Guiso de quinoa e a sobremesa uma panqueca de doce de leite (tipo um crepe).


Menú del día
Descrição: O Guiso de quinoa foi uma descoberta saudável, muito leve mas de sustância! Trata-se de um simples cozido de legumes com quinoa (ceral típico dos andes).
Sensação: A quinoa estala entre os dentes, dando uma consistência bastante peculiar ao prato feito apenas de legumes cozidos. É a sensação de estar comendo aqueles sopões caseiros, mas com algo  al dente como pequenas sementes frescas. Revigorante, Com certeza uma confortable food!! O prato de barro no qual foi servido também fez toda a diferênça!

Estes dias, fiz aqui em casa minha versão do quiso, com a quinoa que trouxemos de lá. E modéstia parte, ficou bem mais saborosa pois adicionei especiarias e carne... qualquer hora posto a receita!!


A receita está nos comentários...

Mate Couro: matando a sede em MG


Sempre que eu encontro alguma ¨novidade¨ desconhecida para mim, trato logo de provar. Nestas andanças pelo nordeste de Minas, em cidades bem pequenas, como Itamarandiba, encontrei um refrigerante: o Mate-couro.
Pelo que  fiquei sabendo, é uma bebida conhecida por ser energética, afrodisíaca e até curativa... crendice ou não, tive que provar!

Descrição: Trata-se de um refrigerante á base do guaraná, que contem ainda o mate e a folha de uma planta típica de MG: o chapéu-de-couro.
Sensação: o sabor marcante é o do guaraná.. e no fundo se sente um gostinho diferente..talvez do mate, que é uma erva de gosto forte. Revigorante ou não, fui dormir bem tranquila depois de uma viagem de 500 km desde Confins aquele dia...:

Delícias de milho direto de MG

Como uma boa Paulista, adoooro dôces de milho: pamonha, curau, suco de milho, sorvete de milho...
Este ano deu para matar um pouco a saudade nas minhas andanças por MG a trabalho...
Um lugar que eu recomendo com certeza é a Oca do Milho, uma lanchonete a beira da BR 040, em Sete Lagoas - MG. Lá você encontra as delícias do milho e muito bem feitas!
O suco de milho delicioso!! Bem grosso, mas tem que ser saboreado bem gelado, pois é bem dôce! Para quem nunca provou, soa meio estranho...suco feito de milho???...mas romper o preconceito vale a pena!
E o curau!!! Ou Mingau de Milho, como chamam os mineiros...aiai....
Descrição: o suco de milho eu não sei bem como é feito, mas com certeza é de milho ralado, leite e leite condensado. O curau é um tipo de pudim feito de milho, amido de milho e leite e se come com canela moída salpicada por cima. Pode-se comer quente, frio ou gelado (adoro todos) e a consistência vai variar da temperatura!
Sensação: para mim, qualquer destes dôces têm sabor de infância! De ¨confortable food¨. É sempre um prazer para as papilas gustativas e para a alma!

A receita de suco de milho verde está nos comentários..

Chajá - postre uruguayo!

Há tempos que queria criar um blog para postar minha coleção de fotos de comidas, doces e bebidas que venho descobrindo... seja em viagens ou conhecendo novos restaurantes aqui em Porto Alegre mesmo. Uma maneira de compartilhar experiências e também de criar um registro para mim mesma. Enfim tive um tempinho...
O primeiro post será então de trás para frente.. já que será a respeito de uma ultima passadinha na fronteira..semana passada fomos até Rio Branco - Uruguai, para fazer aquelas ¨comprinhas básicas¨no Duty free e aproveitar para se fartar com a cozinha uruguaia...
Após entrecots e muuuitas ¨milanesas¨ - adoooro!, um docinho típico.
O Chajá: doce típico uruguaio que inicialmente tinha recheio de pêssego. Hoje existem de diversos sabores dentre: floresta negra, doce, de leite, chocolate, etc, e são vendidos em mercadinhos ou restaurantes já embalados em porções individuais.
Eu comi o ¨común sin fruta¨.
Descrição: o recheio é feito de um creminho de consistência macia e pouco doce, envolto por uma espécie de pão-de-ló e todo recoberto por uma camada de suspiro (ou merengue) compactado, dando uma certa crocância ao dôce.

Sensação: É um dôce para quem gosta realmente de dôce dôce! Não é o meu caso, mas vale a pena  experimentar o sabor e a tradição! E nada melhor que um ¨gasoso de pomelo¨para acompanhar!
09 10 11 12
Blogging tips